domingo, maio 10, 2009

Post 2

Quem foi que inventou essas efemérides-comemorativas-mercadológicas para homenagear-mos mães, pais, filhos e etc?
Não bastam os nossos aniversários? Será que a importância das pessoas se resumem a um único dia no ano para serem presenteadas?
Nunca gostei desses dias! Presente se dá a qualquer momento, é até mais interessante quando as pessoas não esperam recebê-los.
Desculpem-me, mas pro C@%$#0 todos aqueles podres mercenários, donos de lojas e afins que se aproveitam dessas efemérides.
Sabiam que há pessoas sentem uma angústia infernal e uma tristeza profunda quando não podem comprar presentes para suas mães?
O que mais importa não é o presente, mas sim a intenção do mesmo, então se é isso, minha mãe não terá presente hoje. Não mesmo. Talvez mês que vem. Hoje dou-lhe uma carta. Sim uma simples carta, feita por mim com papel A4 e lápis colorido, talvez coloque nossa foto (eu,ela e meu irmão) nela. Acredito que ela irá gostar.
Vi no meu álbum de infância o seguinte diálogo numa foto:
__ Mamãe hoje é dia das mães! O que lhe darei nesse dia?
__ Só quero uma coisa meu filho... Que sejas Feliz!


Então mãe, se não for pouco, quero te presentear com isso. Saibas que estou fazendo de tudo para te presentear não em um dia, mas em toda sua vida sendo FELIZ, ainda que nos dias de hoje seja difícil.
Apesar das nossas desavenças... SOU FELIZ pois tenho você comigo!
Feliz dia das mães a todas as mães.... e filhos também!
Afinal, não sabemos por quanto tempo seremos agraciados por divina companhia, não é mesmo?

2 Comenta aí po!:

Myllena disse...

Capitalismo selvagem !
Já sabe, assino em baixo.
Beijoooooooooooooooooooooos, querido.

Fabrício Sales disse...

rsrs, sei que assinas! bjsssssssss!!!